Indoor

Dupla brasileira de árbitros é convocada para Sul-Centro Americano Júnior

Publicado em: 03/04/2019 00:00

Por: Patricia.lima

 

[Da Redação] Na segunda convocação do ano, a dupla brasileira de árbitros Daniel Magalhães [SP] e Thiago Marques [SP], também embarcaram para o Campeonato Sul-Centro Americano Júnior Masculino em Palmira. Atualmente, o Brasil possui apenas uma dupla no quadro da Federação Internacional de Handebol, portanto, a confederação aposta nos paulistas para aumentar a representatividade internacional.

 

Segundo Daniel Magalhães, o calendário americano não favorece o trabalho prático devido ao longo período de férias. “O retorno das atividades dos clubes é bem tardia. Estávamos desde 20 de dezembro sem atividades de arbitragem, apenas nos preparando em treinamentos físicos, estudos de regras e vídeos”, comenta o árbitro que voltou a entrar em quadra com Thiago Marques no Campeonato Sul-Centro Americano de Clubes Feminino em março. Thiago Marques também sente a falta de torneios no início do ano e diz que os preparativos foram mais focados na parte de estudos técnico, táticos, físicos. Ele acrescenta que no calendário da dupla além do Sul-Centro Americano, tem as finais dos torneios IHF TROPHY, em Kosovo.

 

Sobre serem a promessa brasileira na Federação Internacional, Daniel esclarece que a preparação é contínua para o GRTP - Global Referee Training Program - que é o programa para ascensão de categoria e agradece o apoio do envolvidos no processo deles. “Enxergo este fato com muita responsabilidade e dedicação, sou muito grato e feliz pelo apoio que a CBHb sempre nos tem dado e hoje continua nos auxiliando com o suporte necessário para manter a representatividade da arbitragem brasileira no cenário internacional. Exercemos a arbitragem como uma questão muito profissional e esperamos continuar a representar nosso país com qualidade e por um longo período”, diz Daniel.

 

Durante o processo, a dupla é avaliada constantemente e Thiago diz que a cada convocação, eles têm trabalhado para dar o melhor nas competições. “Ainda estou no processo de virar árbitro IHF [categoria internacional], então a responsabilidade é bem maior, pois tenho todo o processo de avaliações teóricas e práticas para fazer. Vejo que a CBHb tem dado importância a arbitragem e tem se importado conosco”, reconhece Thiago Marques.

Compartilhe:

Comentários

comentários providos por Disqus

Apoiador

Parceiros Institucionais

Filiado A