Beach

Sete países disputam o I Sul-Centro Americano de Beach Handball

Publicado em: 11/06/2019 00:00

Por: Patricia.lima

Foto: Divulgação/NBHB

 

[Da Redação] Argentina, Brasil, Chile, Equador, Paraguai, Uruguai e Venezuela disputam entre os dias 11 e 14 de julho, o I Campeonato Sul-Centro Americano de Beach Handball na cidade de Maricá, no Rio de Janeiro. A competição garante a classificação para o Beach Games 2019 e o Campeonato Mundial na Itália, em 2020. A última participação das Seleções Brasileiras foi em março nos Jogos Sul-Americanos de Praia, em Rosário, na Argentina. A seleção masculina conquistou o ouro contra o Uruguai e a seleção feminina, a prata contra a Argentina.

 

A um mês do Sul-Centro Americano, Antônio Guerra Peixe, técnico da Seleção Brasileira Masculina, pondera acerca das duas expectativas para o campeonato. A primeira, segundo ele, é dar condições de treinamento e de competição de alto nível para os jovens atletas da seleção. Já a segunda, é buscar a vitória. A seleção masculina garantiu a classificação para o World Beach Games ao ser a atual campeã mundial. Para o técnico, ainda que o peso seja menor, o objetivo da equipes é o ouro.

 

Vamos mesclar alguns atletas de alto rendimento que já jogam muitas competições mundiais com outros que estão iniciando. A nossa expectativa primeira, é dar um experimento para esses jovens para que no futuro, quando chegarem à seleção, sentirem a responsabilidade, o poder de decisão e estarem prontos. A segunda, é de vitória. E por estar jogando em casa, é fundamental”, explicar Guerra Peixe.

 

O técnico da Seleção Brasileira Feminina, Marcio Magliano, avalia os adversários que têm participado de campeonato a nível mundial e, evoluído na qualidade técnica. Na América do Sul, a Argentina e o Uruguai são os rivais do Brasil na modalidade, sendo a Argentina no presente e o Uruguai na história. Em março, as seleções disputaram em Rosário na Argentina, os Jogos Sul-Americanos de Praia no qual, a seleção feminina terminou com a prata após ser superada pela Argentina na final. Já com Uruguai, as brasileiras venceram a final contra as uruguaias no Pan-Americano de Handebol de Areia. Sobre o Paraguai e o Chile, Márcio destaca a colaboração de treinadores brasileiros durante a preparação.

 

O Paraguai teve uma boa campanha em Kazan [Campeonato Mundial 2018, Rússia], conseguiu vencer alguns times europeus. São países que estão investindo mais, assim como a Argentina, estão investindo mais no beach handball e a tendência é de que eles estejam cada vez mais próximos do título, mais fortes para disputar conosco”, comenta Magliano.

Compartilhe:

Comentários

comentários providos por Disqus

Apoiador

Parceiros Institucionais

Filiado A