Indoor

Dupla brasileira de árbitros se despede dos Pan-Americanos em Lima 2019

Publicado em: 10/08/2019 00:00

Por: Patricia.lima

Foto: Nilson Menezes e Rogério Pinto-SP

 

[Da Redação] Dupla oficialmente desde 1996, os paulistas de 49 anos Rogério Pinto e Nilson Menezes, colecionam nomeações para importantes eventos nacionais e internacionais, dentre eles 2 Jogos Olímpicos: 2008 em Pequim e 2016 no Rio de Janeiro; 4 Jogos Pan-Americanos: 2007 no Rio de Janeiro, 2011 em Toronto, 2015 em Guadalajara e 2019 em Lima; 5 Mundiais Adultos: 2007 na Alemanha, 2009 na Croácia, 2011 na Suécia, 2011 no Qatar e 2013 na Espanha. Rogério e Nilson são, até hoje, os únicos brasileiros que participaram desses eventos.

 

Na última segunda-feira, 06 de agosto de 2019, a dupla se aposentou de competições de nível internacional, devido a idade. Era a dupla de mais idade em atividade no quadro de arbitragem da Federação Internacional de Handebol desde 2003. A dupla tem uma última temporada e, após deixar as quadras, seguirá atuando fora dela. O objetivo é integrar o grupo dos Delegados Técnicos da Confederação Brasileira e, posteriormente, da Internacional.

 

Rogério Pinto, natural de Americana-SP, teve seu primeiro contato com o handebol na escola estadual Dr. João Castro Gonçalves em 1983. Cinco anos depois, nos Jogos Escolares do Estado de São Paulo, teve a oportunidade na arbitragem. Atualmente residindo em Santa Bárbara d’Oeste-SP, é graduado em Educação Física e pós-graduado em Handebol. Segundo ele, sua grande conquista enquanto árbitro foi a participação dos Jogos Olímpicos, no caso, foram duas em Pequim 2008 e Rio de Janeiro 2016.

 

Aos 14 anos de idade, na escola, o maranhense Nilson Menezes foi apresentado ao handebol. Três anos mais tarde, passou a apitar campeonato escolares de sua cidade. Gestor de vendas e-comerce, Nilson destaca as cerimônias de abertura dos Jogos Pan-Americanos dos quais participaram, como momentos especiais na vida profissional e pontua as partidas das semifinais masculinas no Rio 2007, entre Argentina e Cuba e, em Guadalajara 2011, entre Argentina e Chile.

 

Que cada árbitro ou dupla em sua carreira, apite o jogo como se este fosse o último da vida, como uma final olímpica. Vou sentir falta do ambiente, da condução e da adrenalina de uma partida. Tenho muitas pessoas para agradecer e que fizeram muito por nossa carreira, como família, esposa, filhos, amigos, professores. O Rogério, meu companheiro e parceiro de arbitragem, foi um cara incrível e juntos chegamos a todos os objetivos em nossa carreira”, reconhece Nilson que se orgulha de ter em sua história dois Jogos Olímpicos, Pequim 2008 e Rio 2016, representando toda a América no maior evento esportivo do mundo.

 

A parceria que começou porque o comprometimento e dedicação à arbitragem, a vontade em representar o Estado de São Paulo nas competições nacionais e ascenderam à categoria internacional, eram comuns, deixa um legado reconhecido por colegas no último dia de competições do torneio de handebol nos Jogos Pan-Americanos de Lima em 2019. Para Rogério, a homenagem que receberam dos colegas árbitros e delegados, pela última participação deles em grandes torneios, foi um momento memorável de todos os seus Pan-Americanos. Para o futuro, Rogério planeja seguir desenvolvendo trabalhos na arbitragem nacional e internacional, após a última temporada oficialmente pela Internacional.

 

A princípio, dedico estas conquistas a minha mãe que sempre me incentivou no esporte desde o início. A minha esposa e filhos, por me apoiarem em todos os momentos, referente à grande ausência em casa, devido aos grandes eventos. Ao Nilson, por aceitar este desafio o qual conquistamos juntos tudo isso, e a todas as pessoas que fizeram parte desta trajetória vencedora. Acreditem em seus sonhos. Respeitem a todos que vivem o mesmo sonho, pois sem trabalho e dedicação nada é possível”, finaliza Rogério que revela ter-se realizado como pessoa, árbitro e esportista, pois teve a oportunidade de conhecer o mundo pelo seu apito.

Compartilhe:

Comentários

comentários providos por Disqus

Apoiador

Parceiros Institucionais

Filiado A